Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility
 

Fazenda

04/01/2016

Prefeitura acompanha volume de água no Rio Sesmarias e córregos

Cabeças d’água caíram na madrugada do último domingo

Crédito: Divulgação/ACOM PMR

A Defesa Civil de Resende está monitorando rios e córregos em quatro regiões atingidas por cabeças d’água que caíram na madrugada do último domingo, dia 3, na localidade da Barrinha, no município de Arapeí (SP), que faz divisa com Resende e Formoso (SP), pertencente a São José do Barreiro. Na ocasião foi registrado um acúmulo de chuvas de 80 milímetros (mm), acima do previsto pelo órgão, que era de 50 mm em 24 horas, entre sábado e domingo (2 e 3). O Rio Sesmarias, na altura do bairro Jardim Ipiranga, foi um dos pontos mais atingidos.
Neste trecho, o Rio subiu mais de quatro metros, ultrapassando o muro de contenção na margem e invadindo a rua. As residências não foram atingidas pelas águas, graças à obra. A Defesa Civil foi acionada e passou a monitorar o Sesmarias, que retornou ao seu leito normal na madrugada de segunda-feira (4).
Segundo o coordenador da Defesa Civil, Atanagildo de Oliveira, uma das medidas da Prefeitura para monitorar a nascente do Sesmarias no período de chuvas é  o contato via telefone com um colaborador que mora à margem do rio, em Formoso. O órgão também realiza contatos de hora em hora para verificar a situação.
- Esse monitoramento está sendo feito no Sesmarias até o mês de abril. Córregos, rios e canais das demais regiões da cidade também estão sendo acompanhados quando começa a chover – ressalta o coordenador. Porém, esta última cabeça d´água caiu em Arapeí, surpreendendo a todos.
Outra região atingida por uma cabeça d’ água foi a Serrinha do Alambari, onde o volume de água do Rio Alambari subiu. Nenhuma residência foi atingida, mas a Defesa Civil alertou moradores sobre perigos para banhistas. Um córrego que corta o distrito de Engenheiro Passos aumentou de volume com as chuvas. A Defesa Civil esteve no local e não registrou ocorrências de alagamentos.
Por último, o Rio Pirapitinga transbordou 20 centímetros na altura da Chácara São Januário, localizada atrás do bairro Jardim do Sol, atingindo algumas residências, na madrugada de domingo. A Defesa Civil acompanhou os moradores e não houve registro de grandes danos, pois a água baixou rapidamente.
A partir desta semana, a linha 199 da Defesa Civil passará a atender na Central de Monitoramento de Câmeras da Prefeitura. O objetivo, de acordo com o coordenador do órgão, é que o atendimento de emergência 24 horas fique ainda mais eficaz, no atendimento à população.

Palavras chaves: Chuvas
Compartilhar

ÚLTIMAS NOTÍCIAS


Mapa do site

© Copyright 2022. Todos os direitos reservados.

AM4 - Inteligência Digital de Resultados