Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility
 

Notícia

10/02/2009

Farmácia Municipal planeja ampliar lista de remédios

Pacientes passarão a ter 209 itens à disposição

Farmácia Municipal planeja ampliar lista de remédios

Crédito: Wagner Alves

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Sustentável, Saúde e Qualidade de Vida planeja aumentar a lista de medicamentos da farmácia municipal em 40 por cento. Segundo a diretora de políticas de medicamentos e assistência farmacêutica da Prefeitura, Sandra de Sá Xavier, dentro da lista básica de medicamentos, os pacientes atualmente tem 147 itens à disposição. Deste total, 95 são da farmácia básica e 52 da farmácia complementar. O objetivo da nova administração municipal, de acordo com Sandra, é aumentar a lista nos próximos meses para 209 itens, sendo 117 da farmácia básica, 86 da lista complementar e seis do programa de saúde da mulher.

- Para isto estamos trabalhando com o objetivo de implantar o sistema de regulação de medicamentos, através do incentivo à assistência farmacêutica e o uso racional de medicamentos. Essas medidas vão ser importantes na distribuição e no controle de estoque, fazendo com que o paciente tenha sempre o remédio necessário à sua disposição - afirmou a diretora.

De acordo com Sandra, outras medidas deverão ser adotadas para facilitar o acesso dos pacientes aos remédios. A validade do receituário de medicamentos de uso contínuo, por exemplo, será estendida para seis meses, ou de acordo com a prescrição médica. Hoje a validade é de três meses.

A Prefeitura trabalha ainda para que o dispensário de medicamentos da unidade de saúde da Cidade Alegria possa contar com a presença de um farmacêutico, o que vai permitir a distribuição de medicamentos controlados, os quais atualmente só podem ser liberados com a presença deste profissional na unidade. Hoje os pacientes só têm acesso a estes medicamentos na farmácia central, que se localiza em frente ao Colégio Santa Ângela, no antigo posto de saúde do Estado.

Somente a farmácia (dispensário) central, que conta com os farmacêuticos Alexandre Rocha e Luciana Moraes Arcanjo, atende cerca de 7.700 pacientes por mês – a unidade fornece os medicamentos padronizados pelo Sistema Único de Saúde.

Sandra lembrou que no começo deste ano ocorreram faltas de remédios no dispensário do Centro e da linha hospitalar, o que levou a nova administração do Município a adotar medidas de emergência, entre elas o apoio de prefeituras vizinhas. Segundo ela, diversos itens de medicamentos já foram entregues pela firma fornecedora e o estoque do Município já vem se normalizando.

Para ter direito aos medicamentos da rede pública, o paciente deve apresentar o receituário do Sistema Único de Saúde com o nome genérico do medicamento, a quantidade (dose), a posologia e o tempo de tratamento.

Palavras chaves: MEDICAMENTOS
Compartilhar

ÚLTIMAS NOTÍCIAS


Mapa do site

© Copyright 2022. Todos os direitos reservados.

AM4 - Inteligência Digital de Resultados