Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility
 

Notícia

22/04/2009

Vacinação contra febre aftosa acontece em maio

Meta da Prefeitura é imunizar 40 mil animais

Vacinação contra febre aftosa acontece em maio

Crédito: Arquivo: ACOM/PMR

      Em parceria com a EMATER-RJ (Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Rio de Janeiro), o Sindicato Rural do Município e a ACIAR (Associação Comercial, Industrial e Agropecuária de Resende), a Prefeitura realiza durante todo o mês de maio, através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural e Interiorização, a campanha de vacinação contra a febre aftosa. A vacinação pretende atingir cem por cento do rebanho de 40 mil cabeças de gado bovino em Resende. A abertura da campanha na cidade, no entanto, acontece no próximo dia 30 de abril, no Parque das Exposições – o horário ainda será anunciado.  

        Segundo o secretário da pasta, José Antônio de Carvalho Pinto, “a obrigação da vacinação é dos proprietários dos animais, mas eles poderão contar com o apoio da Prefeitura”.       

        - É obrigatório que os produtores do município vacinem cada animal com as doses compradas exclusivamente em lojas credenciadas pelo Ministério da Agricultura. A Prefeitura não vai fornecer a vacina, mas vai colaborar com o agendamento de visitas nas propriedades para os pequenos produtores que preferirem não aplicar as doses em seu rebanho. Neste caso, a aplicação será feita por um técnico do Município. O procedimento se destina apenas aos produtores considerados de pequeno porte – informa José Antônio, acrescentando que devem ser imunizados todos os animais bovinos de todas as idades.

        De acordo ainda com o secretário, a vacina tem validade de seis meses e deve ser aplicada duas vezes ao ano. Ele explica ainda que os animais já vacinados precisam passar pelo processo novamente. Se apenas um animal deixar de ser imunizado, todo o rebanho correrá riscos, já que a doença se alastra com enorme facilidade.

        A febre aftosa é caracterizada, como o próprio nome diz, pelo surgimento de aftas na boca dos animais e pode ser transmitida ao homem. Há pelo menos 20 anos a cidade de Resende não registra casos da doença. A doença é causada por um vírus que pode ser transmitido pela saliva, pelo contato direto com os animais, e também pelo consumo de leite e carne de animais contaminados.

         Para evitar o risco do contágio, as pessoas devem consumir carne e leite devidamente inspecionados, provenientes de cooperativas e abatedouros registrados pelos órgãos públicos competentes, respectivamente. Outras informações podem ser obtidas na Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural e Interiorização, que se localiza no Parque das Exposições, ou através do telefone 3360-7502.

Palavras chaves: REBANHO BOVINO
Compartilhar

ÚLTIMAS NOTÍCIAS


Mapa do site

© Copyright 2022. Todos os direitos reservados.

AM4 - Inteligência Digital de Resultados