Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility
 

Assistência Social e Direitos Humanos

28/10/2021

USUÁRIOS DO ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL DA PREFEITURA PARTICIPAM DE PROJETO DE CULINÁRIA

Iniciativa que através do mercado informal, busca preparar os usuários para um trabalho formal

USUÁRIOS DO ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL DA PREFEITURA PARTICIPAM DE PROJETO DE CULINÁRIA

Crédito: Carina Rocha

A Prefeitura de Resende, através da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos, iniciou recentemente um projeto de culinária para os usuários do Acolhimento Institucional da Prefeitura, que funciona como um abrigo 24h para pessoas que se encontram em situação de rua. A oficina atualmente já está produzindo produtos alimentícios, na sede do abrigo.

 

A oficina de culinária atraiu usuários que têm interesse em investir seu dinheiro, seja do programa do Governo Federal, o Bolsa Família ou de vendas de produtos nas ruas. A oficina é totalmente financiada por eles e a gestão municipal orienta e auxilia na produção e em como investir, além do acompanhamento das vendas dos produtos. 

 

As equipes da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos acompanham os usuários nas vendas nos espaços públicos da Prefeitura de Resende, como o pátio administrativo, a sede da Secretaria de Assistência Social e alguns serviços da secretaria que ficam no entorno.

 

De acordo com a secretária de Assistência Social e Direitos Humanos, Jaqueline Primo, esta iniciativa é recente, mas já teve uma adesão dos usuários e as vendas estão significativas. Já foram duas produções na última semana e novamente uma nesta quarta-feira, dia 27.

 

-Este projeto começou recentemente e já está dando bons frutos com a aceitação dos usuários e uma venda rápida. A ideia é envolver mais usuários nesse processo para ampliar o mercado e contemplar outras pessoas com essa oficina. Buscamos sempre estimular os usuários, mostrando que eles podem fazer um investimento e gerar lucros. Com o investimento na produção de mais produtos conseguem também comprar produtos pessoais. Além disso, o projeto também trabalha com a questão da higiene e organização, que são importantes para estes usuários ingressarem e se preparem para o mercado de trabalho formal. Já que durante a produção os usuários usam toucas, luvas e aventais, é uma forma também deles estarem estabilizados - frisou a secretária de Assistência Social e Direitos Humanos, Jaqueline Primo.

 

A gestão municipal ressalta que a ideia é que este projeto de culinária se desenvolva para outros produtos alimentícios, em breve, para que haja diversificação e alcance mais públicos.

Palavras chaves: Acolhimento Institucional, Projeto De Culinária, Empadas
Compartilhar

ÚLTIMAS NOTÍCIAS


Mapa do site

© Copyright 2022. Todos os direitos reservados.

AM4 - Inteligência Digital de Resultados