Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility
 

Saúde

21/01/2022

RESENDE REALIZA MUTIRÃO DE VIDEOHISTEROSCOPIA PELO SUS NA APMIR

Mutirões começaram na unidade em junho do ano passado, em uma parceria firmada entre a Prefeitura de Resende e a Apmir

RESENDE REALIZA MUTIRÃO DE VIDEOHISTEROSCOPIA PELO SUS NA APMIR

Crédito: Raimundo Brasil

O município de Resende está realizando mensalmente, mutirões de videohisteroscopia na Apmir (Associação de Proteção à Maternidade e à Infância de Resende), situada no bairro Centro. Nesta sexta-feira, dia 21, seis pacientes foram submetidas ao procedimento na unidade. Para este sábado, dia 22, estão agendadas mais cinco pacientes. Os ciclos mensais de mutirões começaram em junho do ano passado, graças a uma parceria firmada entre a Prefeitura de Resende e a Apmir, para a realização de cirurgias ginecológicas. As intervenções são voltadas, exclusivamente, para pacientes do SUS (Sistema Único de Saúde).

 

Desde junho de 2021, foram beneficiadas mais de 30 mulheres com o procedimento. O prefeito de Resende, Diogo Balieiro Diniz, explicou a finalidade da videohisteroscopia, esclarecendo que é um procedimento minimamente invasivo.

 

— Além de ter o papel de diagnosticar patologias intrauterinas, a videohisteroscopia possibilita o tratamento de casos como miomas, pólipos, endometrite, câncer, entre outros. A Apmir conta com um rack com moderno equipamento de videohisteroscopia. Com a parceria, a Prefeitura consegue contemplar as mulheres de Resende, que necessitam do tratamento, utilizando a videohisteroscopia, lembrando que poucos municípios do País oferecem este recurso tecnológico pelo SUS. É um procedimento com alta eficácia, que garante menos tempo de internação e uma recuperação mais rápida, em um ambiente bastante acolhedor – reforça.

 

O secretário municipal de Resende, Tande Vieira, acrescentou que para a realização do procedimento é necessário ter encaminhamento médico emitido pelo SUS. “Nosso objetivo é proporcionar o melhor atendimento às mulheres com o uso da videohisteroscopia cirúrgica, evitando filas no SUS do município. Para cada mutirão, a equipe é formada por um ginecologista, um anestesista, uma instrumentadora e a equipe de enfermagem de centro cirúrgico”, complementa.

Palavras chaves: Mutirão, Videohisteroscopia, Apmir, SUS
Compartilhar

ÚLTIMAS NOTÍCIAS


Mapa do site

© Copyright 2022. Todos os direitos reservados.

AM4 - Inteligência Digital de Resultados