Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility
 

Assistência Social e Direitos Humanos

20/04/2012

Prefeitura inicia aulas para nova turma do curso de Tecelagem Manual

Projeto de Inclusão Produtiva atende cerca de 400 cidadãos de baixa renda

Prefeitura inicia aulas para nova turma do curso de Tecelagem Manual

Crédito: Márcio Fabbian ACOM/PMR

   A Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos realizou esta semana a abertura da capacitação para a nova turma do curso de Tecelagem Manual (foto). A iniciativa faz parte do Projeto de Inclusão Produtiva, que é realizado pela Prefeitura com o objetivo de oferecer uma alternativa de geração de renda às mulheres atendidas pela unidade do CRAS do bairro Lavapés (Centro de Referência de Assistência Social). 

   Implantado em março do ano passado, o curso de geração de renda está atendendo, a partir desta semana, mais oito mulheres de baixa renda, número de vagas que corresponde à quantidade de máquinas (teares) adquiridas pela Prefeitura para atender exclusivamente esta oficina.

   As aulas práticas terão duração de 25 dias. Neste período, as alunas aprenderão a confeccionar cachecóis, jogos americano, trilhos de mesa e portas-copo, entre outras peças.  As peças produzidas serão comercializadas pelas próprias mulheres e os recursos arrecadados revertidos para elas mesmas.

   Todo o material necessário utilizado nesta produção é disponibilizado pela Prefeitura, como linhas, lãs e fios, além apostila que ensina as técnicas de fabricação. As participantes estão recebendo também orientações sobre o aproveitamento de materiais recicláveis para confecções de caixas e embrulhos personalizados; aparência pessoal; atendimento ao cliente e montagem de estandes destinados à exposição dos produtos.

   A titular da Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos da Prefeitura, Marly Ceccoline Cortona, destaca que após a conclusão do curso, os teares são disponibilizados para o uso das formandas por mais 30 dias. A intenção é que elas continuem produzindo e comercializando suas peças, para que possam adquirir seus próprios equipamentos.

   - Muitas mulheres que fizeram parte das turmas do ano passado já estão conseguindo gerar renda para suas próprias famílias por meio da realização de atividades na área da tecelagem manual - destaca a secretária.       

   A previsão é que uma nova turma desta oficina seja formada e inicie a capacitação em junho. As mulheres são selecionadas pela equipe técnica do CRAS, mas a secretária informa que aquelas que se inscreveram devem aguardar, pois serão formadas novas turmas no decorrer do ano. 

   Além do curso de tecelagem manual, a Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos oferece outros cursos de capacitação profissional dentro do Projeto de Inclusão Produtiva. São eles: Artesanato, Customização, Fibra de Bananeira, Tricô/Crochê, Pintura em Tecido, Confecção de Sabão Ecológico e técnicas de EVA (borracha utilizada para confecção de peças decorativas e artesanais).

  Cerca de 400 pessoas estão participando destas capacitações, cujas aulas acontecem nas quatro unidades do CRAS (Lavapés, Toyota, Itapuca e Jardim Esperança).

   - A produção está a todo vapor. No momento, estamos trabalhando com as alunas, peças que possam ser comercializadas para o Dia das Mães. Com o objetivo de atender a demanda de pessoas interessadas em participar destes cursos, o número de instrutoras foi ampliado em mais duas profissionais, que vêm incrementando ainda mais as oficinas de customização e artesanato - finaliza. 

Palavras chaves: ASSISTÊNCIA SOCIAL
Compartilhar

ÚLTIMAS NOTÍCIAS


Mapa do site

© Copyright 2022. Todos os direitos reservados.

AM4 - Inteligência Digital de Resultados