Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility
 

Secretaria de Saúde

14/03/2012

Prefeitura é considerada referência em assistência farmacêutica pelo Ministério da Saúde

Levantamento será realizado no próximo dia 22

Prefeitura é considerada referência em assistência farmacêutica pelo Ministério da Saúde

Crédito: Márcio Fabian - ACOM/PMR

   A Prefeitura de Resende foi escolhida pelo Ministério da Saúde para participar do estudo "Análise de custos do fornecimento de medicamentos na rede pública e do Programa Aqui Tem Farmácia". No próximo dia 22, um consultor do ministério e uma pesquisadora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul estarão no Município com o objetivo de conhecer o trabalho desenvolvido pela Assistência Farmacêutica da Secretaria Municipal de Saúde. Na foto, o dispensário de medicamentos da Unidade Básica da Cidade Alegria.

   Os técnicos vão realizar o estudo na Central de Abastecimento, que se localiza na própria sede da Secretaria de Saúde do Município, no Dispensário de Medicamentos (Posto Resende, em frente ao Colégio Santa Ângela) e as unidades básicas de saúde, além de se reunirem com o departamento financeiro da Secretaria de Saúde Municipal visando verificar os custos relacionados à aquisição, armazenamento e distribuição dos medicamentos.

   Segundo ofício encaminhado pelo Ministério da Saúde, "Resende foi identificado como um dos municípios do país onde a assistência farmacêutica tem sido desenvolvida em conformidade com as diretrizes técnicas em vigor". No entendimento da diretora de Assistência Farmacêutica e Políticas de Medicamentos da Prefeitura, Sandra Xavier, "isso indica que a Prefeitura vem investindo corretamente os recursos empregados na compra de medicamentos para os usuários do SUS (Sistema Único de Saúde)".

   Os dados coletados pelo Ministério da Saúde, em parceria com a Universidade Federal do Rio Grande do Sul, servirão de base para elaboração de um modelo de custos para a assistência farmacêutica no sistema público de saúde brasileiro. Para Sandra Xavier, o convite do Ministério da Saúde para a Prefeitura de Resende participar do levantamento pode ser considerado também "um reconhecimento do trabalho desenvolvido a partir de 2009 pela Secretaria de Saúde da cidade".

   - Podemos resumir os resultados positivos do setor com uma palavra: organização. Todo o esforço é realizado para que não faltem medicamentos nas unidades de saúde. Os remédios são padronizados de acordo com portaria do ministério, tivemos adesão dos médicos da rede a essa lista e conseguimos diminuir as ações judiciais que eram apresentadas pelos usuários em busca de medicamentos - enumerou a diretora.

   Sandra Xavier destacou que o acesso da população a medicamentos de alto custo também aumentou depois da reforma e ampliação do Pólo do Componente Especializado, localizado no Dispensário de Medicamentos, do Posto Resende, em frente ao Colégio Santa Ângela. A entrega da obra aconteceu no ano passado e representou um investimento de mais R$ 200 mil em recursos municipais. Dessa maneira, os pacientes que utilizam estes remédios não precisam mais se deslocar até Barra Mansa, onde fica o pólo mais próximo.

   Ela acrescentou ainda que Resende foi um dos primeiros municípios do país a implantar o sistema Hórus, do Ministério da Saúde, que permite o controle informatizado da distribuição de medicamentos pelo SUS. No ano passado, o TCE (Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro) já havia destacado a organização dos processos da saúde, em especial o sistema de compra de medicamentos e o abastecimento das unidades pela Secretaria de Saúde do Município.

 

Palavras chaves: RECONHECIMENTO PARA RESENDE
Compartilhar

ÚLTIMAS NOTÍCIAS


Mapa do site

© Copyright 2022. Todos os direitos reservados.

AM4 - Inteligência Digital de Resultados