Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility
 

Notícia

17/02/2009

Dengue: Prefeitura divulga calendário de novos mutirões

Exército continua orientando os moradores contra a doença

Crédito: Wagner Alves

       A Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Sustentável, Saúde e Qualidade de Vida, divulgou esta semana o calendário para a realização de novos mutirões de prevenção contra a dengue. Os mutirões vão ser promovidos em março nos seguintes bairros: Alto dos Passos e Centro (dia 05), Morro do Cruzeiro (12), Nova Liberdade (19) e Paraíso (26). Os trabalhos começam sempre a partir de 7 horas.

        Segundo o Serviço de Vigilância Sanitária do Município, paralelamente aos mutirões, agentes de saúde da Prefeitura continuarão percorrendo a cidade até o final deste mês, preventivamente, através de uma ação especial em parceria com a AMAN (Academia Militar das Agulhas Negras), nos bairros Jardim Brasília I (dia 18 de fevereiro, quarta-feira), Jardim Brasília II e Parque Ipiranga I (dia 19), Parque Ipiranga II (dias 20 e 26), canteiro de obras da Votorantim (dias 18 e 19) e Loteamento Serra Azul (dias 20 e 26).

        Supervisionados por um técnico da Vigilância Sanitária, soldados, cabos e sargentos do Exército vêm distribuindo desde a semana passada folhetos informativos e orientando os moradores quanto aos cuidados que devem ser tomados visando evitar a formação de focos do mosquito transmissor da doença.

        O coordenador do Serviço de Vigilância Sanitária da Prefeitura, Ítalo Rodrigues Filho, informou que, na semana passada, foram promovidos dois mutirões contra a dengue. Um deles ocorreu no Loteamento Jardim Esperança, na região do Grande Paraíso, de onde os agentes retiraram seis toneladas de lixo e detectaram um índice de infestação de 2,64 por cento - o grau máximo permitido pela Organização Mundial de Saúde é de apenas um por cento .

        Outro bairro beneficiado pelo mutirão na semana passada foi a Fazenda da Barra I. Neste bairro, não foi detectado nenhum foco da doença, embora a Prefeitura tenha retirado cerca de seis toneladas de lixo das ruas desta comunidade.

        - Este nosso trabalho é incessante para que possamos reduzir ao máximo, em nossa cidade, o número de focos do mosquito transmissor da doença. E, graças a este trabalho preventivo, a população tem ficado mais atenta ao problema, eliminando os possíveis focos e, consequentemente, diminuindo os riscos de uma epidemia - salientou o coordenador. 

        Até a manhã desta segunda-feira, dia 16 de fevereiro, conforme informou ainda Ítalo Rodrigues, a Vigilância Sanitária não havia confirmado nenhum caso de dengue em Resende.

 

Palavras chaves: PREVENÇÃO
Compartilhar

ÚLTIMAS NOTÍCIAS


Mapa do site

© Copyright 2022. Todos os direitos reservados.

AM4 - Inteligência Digital de Resultados