Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility
 

Notícia

17/04/2009

Conferência para a Promoção da Igualdade Racial acontece nos dias 24 e 25 de abril

Encontro será realizado na Associação Educacional Dom Bosco

Conferência para a Promoção da Igualdade Racial acontece nos dias 24 e 25 de abril

Crédito: Arquivo ACOM/PMR

        A Prefeitura, através da Coordenadoria Municipal de Promoção da Igualdade Racial, promove nos próximos dias 24 e 25, sexta-feira e sábado da próxima semana, a IIIª Conferência Municipal de Promoção da Igualdade Racial, que acontece no auditório da Associação Educacional Dom Bosco. A cerimônia de abertura será realizada no dia 24, às 19 horas. Já no sábado, os trabalhos vão ser desenvolvidos de 8 às 13 horas. O tema escolhido para a conferência deste ano é Avanços, Desafios e Perspectivas da Política de Promoção da Igualdade Racial.

        Segundo a titular da Coordenadoria, Sônia Maria de Freiras, o encontro terá como objetivos avaliar as políticas de promoção da igualdade racial no município e escolher os delegados da cidade para a Conferência Estadual – no âmbito do Estado, a conferência ocorrerá nos dias 22 e 23 de maio.

        - Na Conferência Municipal, pretendemos reunir não só as pessoas ligadas aos movimentos raciais, como também cidadãos comuns, brancos e negros, no sentido de que todos tomem conhecimento do que acontece na sociedade com relação à desigualdade racial – explica Sônia.

        A programação da conferência municipal deste ano prevê a realização de palestras com Zezé Mota (superintendente de Promoção da Igualdade Racial do Rio de Janeiro); o juiz Roberto Henrique Reis (Juizado Especial Cível de Barra Mansa) e o advogado Sebastião de Oliveira (representante do Movimento Negro do Sul Fluminense). Haverá ainda a formação de grupos para debater os temas destacados durante o encontro.

        CULTURA AFRO-BRASILEIRA - Atualmente a Coordenadoria Municipal de Promoção da Igualdade Racial trabalha também com o objetivo de implantar o projeto Zumbi Vai à Escola. Essa proposta prevê a capacitação de professores destinada ao cumprimento da Lei 10.639/2003, cujo texto inclui no currículo oficial da rede de ensino a obrigatoriedade do aprendizado sobre o tema História e Cultura Afro-Brasileira.

        - Para que esse ensino seja efetivo e eficiente, precisamos capacitar os professores antes de aplicar a lei nas escolas do nosso município. A cultura afro-brasileira é muito bem recebida pelo público, em Resende. As pessoas gostam de assistir apresentações de jongo, capoeira, e quando vamos às escolas para contar um pouco de nossa história, os estudantes ficam atentos e interessados – afirma Sônia.

 

Palavras chaves: CIDADANIA
Compartilhar

ÚLTIMAS NOTÍCIAS


Mapa do site

© Copyright 2022. Todos os direitos reservados.

AM4 - Inteligência Digital de Resultados