Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility
 

Saúde

19/11/2021

CAPTAÇÃO DE ÓRGÃOS DE PACIENTE APÓS MORTE ENCEFÁLICA É REALIZADA NO HOSPITAL MUNICIPAL DE EMERGÊNCIA DE RESENDE 

Doação de vontade manifesta em vida e autorizada pela família vai beneficiar até seis pessoas 

Crédito: Leonam Viana

Na madrugada desta sexta-feira, 19, a esperança de até seis pessoas na fila de espera por um transplante de órgão começou a se tornar realidade no Hospital de Emergência Henrique Sergio Grégori. Em um procedimento complexo e bem sucedido, um doador, que foi a óbito nos últimos dias no HME, cedeu a captação de cinco órgãos para transplante. O procedimento aconteceu no centro cirúrgico do HME após a autorização da família e o desejo outrora manifestado pelo paciente em vida. 

O doador e responsável pela nova vida de outros pacientes teve morte encefálica aos 40 anos. Como já havia manifestado o desejo de ser doador, coube à mãe reproduzir o desejo do filho e autorizar o procedimento. Na manhã da quinta-feira, dia 18, uma equipe chegou de helicóptero para prestar esclarecimentos e ajustar toda a parte burocrática junto à família.  

Rapidamente, uma mobilização foi feita, reunindo diversos profissionais do HME e do Programa Estadual de Transplantes (PET), o qual percorre os municípios do estado com a missão de viabilizar a captação e substituição de órgãos. Com todos os documentos assinados, a equipe chegou no turno da noite e iniciou a captação por volta da meia noite desta sexta. Foram quase três horas de trabalho na sala de cirurgia. 

Como consequência do procedimento e do gesto de solidariedade, dois rins, duas córneas e um fígado foram retirados e destinados imediatamente aos pacientes compatíveis na fila de espera. Devido à capacidade de regeneração, o fígado pode ser compartilhado com duas pessoas. O prefeito Diogo Balieiro Diniz, que também é profissional da área da saúde, esteve presente e acompanhou parte do procedimento após a autorização da equipe responsável. 

- A doação é, antes de tudo, um gesto de humanidade e amor ao próximo. É um milagre na vida de muitas pessoas que não perdem as esperanças pelo direito de continuar a viver ou de poder enxergar, como é o caso das córneas. Isso só é possível graças ao trabalho de muitos profissionais que se dedicam também com muito amor e, principalmente, competência. Quero parabenizar a família do doador pelo ato e todos os profissionais envolvidos, tanto a equipe do Hospital de Emergência, quanto os do Programa Estadual de Transplante. É gratificante poder presenciar um ato como esse – comentou o prefeito. 

Como se tornar doador? 

De acordo com o Ministério da Saúde, para ser um doador, basta conversar com sua família sobre o seu desejo de ser doador e deixar claro que eles, os familiares, devem autorizar a doação de órgãos após o óbito. No Brasil, a doação de órgãos só é feita após a autorização familiar. 

Palavras chaves: órgãos Doação HME
Compartilhar

ÚLTIMAS NOTÍCIAS


Mapa do site

© Copyright 2022. Todos os direitos reservados.

AM4 - Inteligência Digital de Resultados