Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility
 

Assistência Social e Direitos Humanos

28/11/2011

Aterro na margem do Rio Paraíba será retirado nos próximos dias

Obra no Sesmarias acontece em quatro trechos

Aterro na margem do Rio Paraíba será retirado nos próximos dias

Crédito: Márcio Fabbian - ACOM PMR

       Feito recentemente para servir de base de sustentação à circulação de máquinas e caminhões que trabalham nas obras do Rio Sesmarias, o aterro provisório na margem direita do Rio Paraíba do Sul (foto), próximo à Ponte Velha, será retirado totalmente nos próximos dias.

       Com a construção deste aterro, cuja extensão mede quase 200 metros, o trabalho das máquinas e caminhões é realizado sem causar transtornos ao trânsito, o que certamente aconteceria se a circulação dos veículos mobilizados para as obras operassem na Avenida Presidente Kennedy, via lateral à agência do INSS e à margem aterrada.

        Executada pela Prefeitura, as obras no Rio Sesmarias têm como objetivo diminuir os riscos de transbordamentos, principalmente na época das chuvas fortes. Em março e dezembro do ano passado, o manancial transbordou em decorrência de temporais ocorridos na cidade paulista de São José do Barreiro, onde fica sua nascente. As duas inundações provocaram alagamentos em ruas e residências de cinco bairros da área urbana de Resende (Parque Ipiranga, Jardim Brasília, Loteamento Barbosa Lima, Jardim Jalisco e Centro).

        O desassoreamento em andamento na margem direita do Rio Paraíba vai melhorar as condições de escoamento da água que vem do Rio Sesmarias. O encontro destes dois mananciais acontece na ponte entre a Ponte Velha e a Ponte Miguel Miguel Couto (ponte que dá acesso ao Resende Shopping).

        - A retirada de lixo e entulho desta margem do Paraíba é serviço para mais ou menos dez dias, desde que as condições do tempo ajudem. Se chover, o andamento do trabalho fica prejudicado, podendo ser prolongado por um prazo maior - esclareceu o secretário municipal de Obras, engenheiro Rubens Almada, que acompanhou pessoalmente a execução do serviço na manhã de sábado, 26 de novembro.

        Durante esta vistoria, o secretário informou que as obras no Rio Sesmarias são divididas em quatro frentes. Além da limpeza próximo à Ponte Velha, há máquinas mobilizadas em trechos do Sesmarias que passam pelos bairros Barbosa Lima, Jardim Brasília II e Parque Ipiranga. Nestes três bairros, a Prefeitura vai construir muros de contenção com altura média de três metros. Já a extensão vai variar de 100 a 250 metros, dependendo do local.

        Os muros de contenção serão feitos com pedras protegidas por telas de arame (uma espécie de cesto), sobre alicerces com cerca de um metro de profundidade. Os muros vão ser construídos nos seguintes locais: na entrada do Parque Ipiranga para quem vem da estrada Resende-Arapeí (Limeira), próximo à Associação Pestalozzi e no Loteamento Barbosa Lima, onde parte de uma rua foi danificada com o transbordamento ocorrido em dezembro.

        Os trabalhos visando diminuir os riscos de enchentes no Rio Sesmarias envolvem dez caminhões, quatro máquinas retroescavadeiras hidráulicas e 28 operários, sendo que uma das máquinas possui um braço capaz de alcançar até 20 metros de distância.

        As obras estão sendo feitas por meio de uma parceria entre a Prefeitura e o Governo Federal, via Ministério da Integração Nacional, que liberou recursos da ordem de R$ 4, 6 milhões para os serviços. Por sua vez, a Prefeitura vai aplicar cerca de R$ 400 mil como contrapartida. Após a construção dos três muros de contenção, que deverá ser concluída até o fim de dezembro, será iniciada a retirada de lixo e entulho do leito do Rio Sesmarias.

 

Palavras chaves: Prevenção Contra Chuvas
Compartilhar

ÚLTIMAS NOTÍCIAS


Mapa do site

© Copyright 2022. Todos os direitos reservados.

AM4 - Inteligência Digital de Resultados