Resende

25º Min

25º Max

Home » Serviços »

Saúde

Botão Voltar
Botão Home

11/05/2018

SEMANA DA LUTA ANTIMANICOMIAL COMEÇA SEGUNDA, DIA 14, COM DIVERSAS ATIVIDADES

Programação inclui fórum e caminhada, além de ações na Rede Municipal de Ensino e nas unidades de saúde

Créditos: Márcio Fabian

O desmonte da nova política de saúde mental, álcool e outras drogas. É com esse tema que a Prefeitura promove na próxima quinta-feira, dia 17, o Fórum da Rede de Atenção Psicossocial do Média Paraíba. O evento, que será realizado no auditório da Associação Educacional Dom Bosco (AEDB), das 13:30h às 17h, integra a programação da Semana da Luta Antimanicomial, que inclui também uma caminhada no Calçadão de Campos Elíseos, visitas nas escolas municipais, nas unidades de saúde e nas indústrias automobilísticas com o objetivo de desconstruir conceitos enraizados sobre os usuários deste serviço.

 

O objetivo da semana, no qual está inserido o Dia Nacional de Luta Antimanicomial, celebrado em 18 de maio, é mostrar que é possível tratar o usuário com transtorno mental e/ou aquele que faz uso abusivo de álcool e outras drogas, sem isolá-lo da sociedade em instituições psiquiátricas ou manicômios. Dessa forma, são garantidos direitos básicos dos pacientes como a sua liberdade, viver em sociedade e receber cuidado e tratamento. Também faz parte desse movimento a busca por melhores serviços públicos, com ampliação de atividades complementares, como as oficinas de geração de renda, arte e cultura.

 

Segundo a coordenadora do Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS ad), Alana Machado, Resende foi a primeira cidade da região a zerar as internações na Clínica Psiquiátrica Vale do Paraíba, localizada em Quatis. A conquista, segundo ela, foi possível graças à expansão da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS), que adotou estratégias que possibilitaram que os usuários sejam cuidados dentro do município, permitindo assim a sua ressocialização no ambiente familiar. Atualmente, há mais de 3.400 pessoas cadastradas no serviço em Resende, sendo que 1.200 deste total são usuários ativos.

 

- Estamos passando atualmente por um momento muito delicado na Saúde Mental, que é o desmonte da portaria que garante a manutenção e o bom funcionamento da Rede de Atenção Psicossocial. Uma dessas mudanças é o maior investimento nos leitos para internação de longa duração, o que representa um retrocesso para os avanços que conseguimos até hoje. O momento agora é de resistência e este fórum está sendo realizado justamente com o objetivo de debater a reforma psiquiátrica e entender as suas consequências na vida de quem utiliza esse serviço – ressalta Alana Machado.

 

O Fórum da Rede de Atenção Psicossocial do Médio Paraíba, que contará com a participação do professor-doutor Eduardo Mourão Vasconcelos, psicólogo e especialista em Saúde Mental, terá a presença de representantes de 12 cidades da região.

 

 Conheça a programação completa:

 

Segunda, dia 14

Ações nas escolas Getúlio Vargas (manhã, tarde e noite); Antonina Ramos Freire (manhã e tarde) e Noel de Carvalho (noite)

 

Terça, dia 15

Ação de conscientização nas salas de espera das unidades de saúde: UPA; Santa Casa e Hospital de Emergência

 

Quarta, dia 16

Ação de conscientização nas salas de espera das unidades de saúde: Policlínica da Cidade Alegria e Policlínica do Manejo

 

Quinta, dia 17

Fórum da Rede de Atenção Psicossocial do Médio Paraíba

Local: Associação Educacional Dom Bosco (AEDB)

Horário: 13:30h às 17h

 

Sexta, dia 18

Caminhada da Luta Antimanicomial

Saída: CAPSi, na Rua Pandiá Calógeras, 205, Jardim Jalisco

Horário: 9h

Percurso: Av. Beira Rio, Av. Saturnino Braga (Resende Shopping), Rua Pintor Nunes de Paula (Campo do Resende), Av. Gustavo Jardim (Rodoviária), Ponte Tácito Viana (Ponte do Royal), Calçadão Albino de Almeida e Rua Alfredo Whately

 

Terça, dia 22

Ação de conscientização na montadora MAN Latin America

Horário: 10h