Resende

25º Min

25º Max

Home » Serviços »

Saúde

Botão Voltar
Botão Home

23/02/2018

PRIMEIRA ETAPA DA REVITALIZAÇÃO DA NOVA SANTA CASA É ENTREGUE À POPULAÇÃO

Unidade, que está sob intervenção da Prefeitura, está recebendo melhorias nas instalações e novos equipamentos

Créditos: Carina Rocha - PMR

Começa na próxima segunda-feira, dia 26, a segunda etapa das obras de reforma e revitalização da Nova Santa Casa de Misericórdia de Resende, cujos trabalhos serão concentrados inicialmente na ampliação e melhoria do Ambulatório do SUS, que atende dezenas de pessoas todos os dias. A primeira etapa das obras, que beneficiou diversos setores internos da Nova Santa Casa e resgatou a beleza da tradicional fachada da instituição, foi entregue à população na noite desta quinta-feira, deixando os convidados emocionados, em especial os médicos decanos da instituição que foram testemunhas do seu abandono e agora assistem agradecidos ao seu ressurgimento.

 

Realizada na capela, que foi totalmente revitalizada com a retirada das infiltrações da parede, melhorias no teto e pintura geral, a cerimônia de entrega das obras contou com as presenças do prefeito Diogo Balieiro Diniz e de seu vice, Geraldo da Cunha, dos diretores da instituição, Luiz Eduardo Saldanha, Henrique Lima e Marcos Van Deursen, além do secretário de Saúde, Alexandre Vieira, do presidente da Câmara, Roque Cerqueira, vereadores e o deputado federal, Alexandre Serfiotis. Integrantes da Irmandade, voluntários, empresários, médicos e funcionários da instituição, que agora podem trabalhar em condições dignas, também prestigiaram a inauguração.

 

Durante a solenidade, o prefeito Diogo Balieiro Diniz, que ainda realiza cirurgias oftalmológicas na unidade, agradeceu a todos os parceiros que colaboraram para a realização das obras e destacou a importância do trabalho realizado pelos diretores e funcionários da Nova Santa Casa.

 

- Hoje estamos inaugurando uma obra física, que é muito importante, mas que não teria efeito algum se não houvesse, lá dentro, profissionais dedicados trabalhando diariamente. Por isso, quero agradecer a todos que participaram desta verdadeira transformação pela qual a Santa Casa passou, em especial os diretores e os funcionários, além dos empresários que, anonimamente, nos ajudaram nesta conquista – disse o prefeito.

 

Em seu discurso, Diogo Balieiro também lembrou as medidas de contenção que a Prefeitura precisou tomar ao longo de 2017, para que houvesse recursos disponíveis para serem investidos na Santa Casa, como o pagamento da dívida de R$ 1,5 milhão deixada pela gestão anterior e que permitiu à instituição reequilibrar suas finanças, negociar dívidas e obter as Certidões Negativas de Débito tão importantes para o recebimento de repasses financeiros. Segundo o prefeito, essas conquistas serão fundamentais para que a irmandade possa dar continuidade ao trabalho quando reassumir a instituição.

- Graças ao trabalho que estamos realizando aqui desde o ano passado, não tenho dúvidas de que quando deixarmos a instituição, a Irmandade terá condições de gerir esta unidade da melhor forma possível. O que estamos vendo aqui hoje é só o começo. Vamos fazer muito mais porque a Santa Casa é um patrimônio da nossa cidade. Ela faz parte da vida de todos nós e da minha, particularmente, que cheguei aqui como acadêmico para aprender técnicas de medicina e permaneço até hoje, fazendo cirurgias oftalmológicas – disse, emocionado.  

 

Mais recursos

 

Durante a entrega das obras, o deputado federal Alexandre Serfiotis, também médico, destacou a importância da Nova Santa Casa para o sistema público da cidade e anunciou que incluirá no orçamento da União, uma verba de R$ 1 milhão para a saúde de Resende.

 

- A pedido do prefeito, conseguimos repassar uma verba de mais de R$ 300 mil que será utilizada na compra do arco cirúrgico desta unidade, o que aumentará a complexidade das intervenções realizadas aqui. Agora, também atendendo a um pedido do Diogo, vamos incluir no orçamento da União R$ 1 milhão para ser aplicado na saúde do município, além de lutar pela liberação de recursos extras para a Nova Santa Casa – disse o deputado.

 

Novos serviços

 

O secretário de Saúde, Alexandre Vieira, que acompanhou todo o processo de recuperação e reequipamento da instituição realizado nesta primeira etapa de obras, disse que a Prefeitura, que fez um plano de sustentabilidade financeira para a unidade em 2017, já está buscando novos serviços que podem ser implantados na instituição.

 

- No final de 2016, antes de assumirmos o governo, o que mais ouvíamos era que a Santa Casa de Resende não tinha mais jeito e que a única alternativa era fechar as portas. Hoje, depois de um ano de trabalho e de muita gestão, constatamos que a instituição está mais forte a cada dia. A maior prova disso é que já estamos buscando novos serviços que podem ser implantados aqui, beneficiando diretamente a população – destacou o secretário.