Resende

25º Min

25º Max

Home » Serviços »

Obras e Serviços Públicos

Botão Voltar
Botão Home

22/12/2016

Crescimento da frota de veículos acelera mudanças no trânsito

Modificações no sistema viário começaram em 2009

Créditos: Divulgação

Em 2001, a frota de veículos automotores em Resende estava em torno de 21 mil unidades. Seis anos depois, isto é, em 2007, a frota tinha aumentado para quase 33 mil veículos. E no ano de 2009, o número de automóveis, motocicletas, ônibus e caminhões se aproximava de 41 mil veículos. O crescimento contínuo da frota e o processo de expansão urbana da cidade foram alguns dos principais fatores que levaram o prefeito José Rechuan a relacionar as modificações no sistema viário do Município como uma das prioridades já no primeiro ano do seu primeiro mandato: com isso, as primeiras mudanças no trânsito de Resende foram implementadas em novembro de 2009.

- As modificações no sistema viário da cidade, principalmente no Centro, em Campos Elíseos e no Manejo, representam uma das realizações mais importantes do nosso governo – declarou nesta semana o prefeito, ao fazer um balanço sobre as ações mais importantes no trânsito durante os seus dois mandatos à frente da prefeitura (2009/2016).

O prefeito se diz convencido de que as mudanças eram realmente necessárias, uma vez que a frota de veículos continuou aumentando após ele ter assumido a administração municipal. Em 2013, primeiro ano do segundo mandato, Resende já contava com mais de 53 mil veículos, o que significa aproximadamente 13 mil unidades a mais do que foi encontrado pela administração de Rechuan em 2009.

- Isso sem contar que, quando assumimos a prefeitura, tínhamos informações apontadas por uma pesquisa, segundo a qual o trânsito de Resende era um dos pontos mais criticados pela população, daí a nossa determinação em promover as modificações o mais rápido possível – acrescentou Rechuan.

As modificações no sistema viário de Resende foram implantadas nos últimos oito anos através do “Projeto Urbano Humano”, cuja coordenação é da Secretaria Municipal de Arquitetura e Urbanismo.

Em Campos Elíseos, as mudanças começaram logo pela Avenida Dorival Marcondes Godoy, por meio do qual os veículos provenientes da Via Dutra chegam ao Município. Próximo à ponte sobre o Rio Alambari, a prefeitura criou um trevo de acesso à Rua Gulhot Rodrigues, cuja mão passou a ser permitida apenas no sentido da Avenida Nova Resende. Dessa maneira, o itinerário em direção ao Centro hoje é feito mediante a rota Avenida Dorival Marcondes Godoy – Rua Gulhot Rodrigues – Avenida Nova Resende e Ponte Miguel Couto.

Outras mudanças consideradas importantes no trânsito de Campos Elíseos foram a inversão de mão na Rua Coronel Braziel (rua da praça conhecida como praça do trenzinho), onde os veículos atualmente só podem trafegar em direção ao túnel de acesso à AMAN (Academia Militar das Agulhas Negras), e a transformação da Avenida Getúlio Vargas em mão única, no sentido Campos Elíseos-Centro. A Getúlio Vargas é a avenida do Colégio Estadual Olavo Bilac. A Rua Alfredo Whately também teve a mão invertida, passando para o sentido Praça Esperanto (final do calçadão da Avenida Albino de Almeida).

Antes de 2009, as duas pontes de veículos sobre o Rio Paraíba do Sul funcionavam em mão dupla. A partir da implantação das modificações do trânsito no começo do mandato de Rechuan, essas travessias mudaram para mão única, nos sentidos Campos Elíseos (Ponte Tácito Viana Rodrigues, que dá acesso ao Royal Supermercados) e Centro (Ponte Miguel Couto, que dá acesso ao Resende Shopping Center). Ainda em Campos Elíseos, o trânsito na Rua Sebastião José Rodrigues deixou de ser em mão dupla: atualmente, o tráfego só é possível na direção Ponte Tácito Viana Rodrigues – Avenida Marechal Castelo Branco.

Já na Avenida Gustavo Jardim, no Centro, onde se localiza a rodoviária velha, a prefeitura retirou o canteiro central que dividia o logradouro em duas pistas, tornando-a mais ampla por meio da implantação de mais duas vias, totalizando-a em quatro faixas, todas com mão possível apenas para Ponte Tácito Viana Rodrigues, Jardim Jalisco e Surubi, via Avenida Presidente Kennedy, logo após a Praça da Concórdia. A retirada de um trevo existente até então próximo à residência oficial do comandante da AMAN permitiu que o tráfego na Gustavo Jardim passasse a ser feito apenas em direção a Campos Elíseos.

No Centro, foram realizadas também as seguintes modificações: mudança no sentido da Rua Pintor Nunes de Paula, Cunha Ferreira, Ezequiel Freire e XV de Novembro. Nestas vias, o tráfego passou a ser permitido nos sentidos Avenida Gustavo Jardim (Rua Pintor Nunes de Paula), Praça Coelho Gomes (Rua Cunha Ferreira), Avenida Gustavo Jardim (Rua Ezequiel Freire) e Praça Oliveira Botelho (Rua XV de Novembro). 

Na região do Paraíso, os veículos provenientes do Centro têm agora de entrar à esquerda para ter acesso ao bairro, pela Rua João Cabral Flecha.