Resende

25º Min

25º Max

Conselho Fundacional para a Infância e Adolescência de Resende

Botão Voltar
Botão Home
{Nome Secretaria}

Ações e Projetos

Oficinas Sócio-educativas

  • Trezentos adolescentes do município, oriundos de diversos bairros, participam das oficinas socioeducativas desenvolvidas pela Prefeitura, por meio da Fundação Confiar. Além de participar de aulas teóricas e práticas, os adolescentes, que têm entre 14 e 17 anos, recebem uma bolsa-auxílio mensal no valor de R$ 150,00 e precisam estar matriculados e frequentando regularmente uma escola pública, municipal ou estadual, para integrar o projeto. No total são oferecidas seis oficinas: Auxiliar de Sala de Aula; Recreador de Creche; Noções Administrativas; Educação Ambiental; Guarda Aprendiz e Empreendedor Social. No total, mais de 100 profissionais, entre assistentes sociais, psicólogos, pedagogos, técnicos de informática, recreadores, educadores e instrutores, atuam nos programas da Fundação Confiar.

  • CONFIAR nas comunidades

  • Além de oferecer oficinas socioeducativas, a Fundação CONFIAR também desenvolve dois projetos comunitários que beneficiam cerca de 100 crianças com idade entre 7 e 13 anos: o Quilombo Promotor da Paz, na Vila Vicentina, e o Gente Grande, no Morro do Cruzeiro. Nos dois locais são desenvolvidas, segunda a sexta-feira, atividades recreativas, além de aulas de reforço escolar, que ajudam a melhorar o desempenho dos alunos nas salas de aula.

  • Projeto Coral

  • Desenvolvido pela Fundação CONFIAR, o Projeto Coral, que realiza diversas apresentações ao longo do ano, oferece aulas gratuitas de música na Escola Municipal Jardim das Acácias (Fazenda da Barra II); Igreja de Nossa Senhora Aparecida (Fazenda da Barra I); Escola Municipal Professor Carlinhos (Fazenda da Barra III) e no Colégio Estadual Pedro Braile Neto (Jardim Jalisco).

  • Proteção para quem precisa

  • A Fundação CONFIAR mantém programas de proteção destinados à crianças e adolescentes com idade entre zero e 17 anos, que tiveram seus direitos fundamentais ameaçados e/ou violados. Trata-se dos abrigos Nossa Casa, destinado a crianças entre zero e 12 anos; e Casa da Acolhida, que recebe adolescentes com idade entre 13 e 17 anos, de ambos os sexos.