Home » Serviços »

Agricultura e Pecuária

Botão Voltar
Botão Home

10/03/2017

Sul Fluminense quer ampliar produção rural

Prefeituras e Estado se reúnem em Resende para formalizar criação de programas de potencialização do agronegócio na região, localizada entre Rio e São Paulo

Créditos: Carina Rocha/PMR

A Prefeitura de Resende apresentou nesta quinta-feira, dia 9, um programa estruturante para a agricultura e a pecuária da cidade. O programa prevê uma série de iniciativas, como levantamento de potencialidades, análise de viabilidade para internet e telefonia, encaminhamento de demandas ligadas à segurança pública e a definição de políticas voltadas para construção e manutenção de estradas.

O programa foi apresentado pelo prefeito Diogo Balieiro Diniz e pelo secretário municipal de Agricultura, Alberto Figueiredo. A  reunião foi realizada no Centro Administrativo de Resende, e contou com a participação do secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Pesca do Rio de Janeiro, Jair Bittencourt.

No encontro foi assinado um Termo de Intenção de Parceria, com a finalidade de gerar um convênio nas próximas semanas, segundo o qual a Prefeitura de Resende, a Emater e a Pesagro, poderão atuar em conjunto e em parceria com municípios vizinhos. O Termo de Intenção de Parceria prevê a discussão e a solução de problemas comuns aos municípios do sul fluminense, como a necessidade de habitações para produtores e demais trabalhadores da zona rural, melhorias em estradas e diversas ações direcionadas à qualidade de trabalho e de vida para o homem do capo.

A pauta contou com uma segunda parte, realizada no Sindicato dos Agricultores de Resende, onde foi definida a criação do Fórum dos Prefeitos do Estado do Rio de Janeiro em Defesa da Agricultura. O encontro contou com a presença dos prefeitos de Valença, Fernando Graça, o prefeito de Quatis, Bruno de Souza, além do anfitrião, Diogo Balieiro Diniz. O objetivo do Fórum é criar um ambiente de discussão permanente para o crescimento da agricultura que hoje corresponde a apenas 3% do PIB estadual, segundo especialistas. O secretário de Agricultura de Resende, Alberto Figueiredo, destacou que o homem do campo precisa urgentemente de melhorias em diversos setores:

- É preciso construir habitações no campo para o produtor e para o trabalhador rural, levar internet e telefonia, a fim de criar melhores condições de produzir e permanecer no campo e incentivar a geração de novos empreendedores - comentou Figueiredo.

O prefeito de Resende, que na última semana participou de ampla agenda ligada à empreendimentos agrícolas, na região de Visconde de Mauá, disse que o município pode voltar a ocupar o lugar de destaque que já teve na produção de alimentos.

- Resende já foi o maior produtor de leite da região nas décadas de 1970 e 1980. Além de ter sido o maior produtor de café na região, no século passado. E hoje importa a maioria dos alimentos que consome. Nosso foco é aumentar a produção de alimentos e melhorar a renda dos produtores rurais e trabalhadores. Vamos fazer um convenio com a Emater e com a Pesagro, que torne possível a utilização de máquinas para manutenção de estradas e propriedades; além de consultorias especializadas, para atender a este nicho - destacou Diogo.

Participaram ainda do encontro, a presidente da Empresa Estadual de Assistência ao Agricultor (Emater), Stella Romanos, e o presidente da Empresa Estadual de Pesquisa Agrícola (Pesagro), Rafael Muzzi.